Ataque a bomba mata cristãs em Bangladesh

informativo

Ataque a bomba mata cristãs em Bangladesh Mãe e filha de cinco anos foram atingidas pela explosão de um artefato caseiro e não resistiram aos ferimentos   Na noite do 31 de maio, em Bangladesh, Shilpi e a filha Supria, de 5 anos, foram atingidas pela explosão de uma bomba artesanal enquanto dormiam. A mãe conseguiu escapar do local com 75% do corpo com queimaduras, já a criança foi resgatada pelos vizinhos com 46% de queimaduras. As duas foram levadas para os hospitais da região, mas não sobreviveram aos ferimentos. Shilpi faleceu em 4 de junho e Supria no dia 16. O artefato foi lançado dentro da casa da família cristã, enquanto o pai, Ridoy Halder estava em serviço em uma fábrica de roupas local. “Agora, Ridoy está se sentindo completamente sem esperança, frustrado e deprimido. Ele está de luto, recusando-se a falar com qualquer pessoa”, diz Stephen Liton Halder, parceiro da Portas Abertas e tio do cristão. Apesar da família cristã atingida não ter recebido nenhuma ameaça por causa da fé, Halder acredita que a ação é consequência de perseguição. “Eles eram os únicos cristãos nessa área. Moravam lá porque ficava próximo ao local de trabalho de Ridoy. No local há muitos extremistas religiosos e madrassas (escolas religiosas islâmicas)”, explica o familiar das vítimas.   A polícia recebeu a denúncia e encontrou os materiais explosivos no local do ataque. Mas porque o ataque aconteceu muito tarde, não houve testemunhas do fato e ninguém foi preso. O cristão, agora viúvo, voltou para a aldeia onde morava e teme pela segurança dele se retornar para o local onde a esposa e filhas foram mortas. “Ridoy não sabe ao certo quando pode voltar ao trabalho. Ele tem medo da polícia assediá-lo, chamando-o de volta à delegacia para mais interrogatórios. Por favor, ore por ele, porque está sofrendo”, conclui Halder. Pedidos de oração Clame para que Deus conforte Ridoy e os parentes pela perda da família. Que ele encontre esperança em Jesus. Ore pelos cristãos de Bangladesh que foram impactados pelo ataque. Que eles mantenham a coragem de testemunhar a respeito do amor do pai e vejam o agir de Deus na situação difícil.  Interceda para que as autoridades tenham interesse em resolver o caso, encontrem e punam os responsáveis pelo ataque. Fonte: Portas Abertas

Compartilhe